Cuidado com idosos

Quedas: cuidados com os idosos, e como as redes de proteção podem evitar acidentes graves na 3° idade

Você sabia que quedas representam uma grande parcela de mortes e lesões na 3° idade? Conheça alguns cuidados com idosos. 

Idosos costumam ter dificuldades aparentes, isso é decorrente da idade, e todos nós que envelhecermos vamos passar por isso. Porém, mesmo que seja algo inevitável, existem medidas que podem garantir que algumas dificuldades, com as quedas sejam remediadas e evitadas. No artigo de hoje, vamos apresentar os principais cuidados com idosos para evitar quedas e como as redes de proteção vão garantir que mesmo em caso de quedas os idosos fiquem protegidos.

Principais causas de quedas em idosos?

Antes de mais nada, precisamos entender os motivos que fazem os idosos caírem com mais frequência. Quando falamos em cuidados com idosos, precisamos entender todo o contexto para agir da melhor forma.  

As principais causas motivadoras de quedas em idosos são: o envelhecimento natural, fraqueza em sua musculatura, piora na visão (desenvolvimento de catarata, por exemplo) e alteração no seu centro de equilíbrio.  

Essas são causas naturais do envelhecimento, porém além delas tem outros fatores que contribuem e muito com o aumento das quedas, bem como do aumento do potencial lesivo das quedas. Entre as causas podemos destacar:  

  • Doenças degenerativas, como:
  1. Mal de Parkinson;
  2. Hidrocefalia;
  3. Neuropatia Diabética;
  4. Artrose;
  5. AVC;
  6. Esclerose múltipla;
  7. Entre outras doenças potencializadas pela idade.
  • Consumo de álcool (isso é ainda mais potencializado, caso além do álcool, utilizem remédios controlados);
  • Utilização de remédios (como por exemplo: ansiolíticos e sedativos).
Cuidado com idosos

Outro fato relevante que deve ser ressaltado é o que quando falamos no número de quedas em idosos, os registros apontam que é mais comum que as quedas ocorrem com mulheres idosas. 

Ainda não se tem uma certeza sobre porque esse fato ocorre, mas os especialistas apontam que o organismo das mulheres têm mais facilidade em desenvolver doenças que levam a quedas, como o diabetes e a artrose. 

Cuidados com idosos: prevenir as quedas

A primeira dica é sem dúvida, que o idoso sempre tenha um acompanhamento médico adequado, com um médico especializado. Além do acompanhamento médico, existem outros cuidados com idosos que irão ajudar a reduzir e até evitar totalmente as quedas.

  • Atividades físicas e mentais: ter uma rotina de atividades físicas e atividades que exercitem o cérebro, ajudam e muito na vida dos idosos, principalmente quando falamos de deslocamento, melhora e força muscular. 
  • Fisioterapia: sabemos que em alguns casos, os idosos não têm mais força para atividades físicas comuns. Para esses casos é bastante indicado um fisioterapeuta, que vai garantir uma mobilidade maximizada;
  • Aulas de Tai Chi Chuan (estudos apontam que aulas de Tai Chi Chuan reduzem até 37% das quedas entre os idosos);
  • Alguns objetos como tapetes e fios de eletrônicos, tem um potencial grande para que os idosos resvalem. Dessa maneira elimine ou reposicione estes objetivos de modo que facilite a locomoção dos idosos;
  • Dependendo da condição física, o idoso terá menor ou maior dificuldade em se mover. Dessa maneira, é indicado a instalação de corrimãos, suportes e demais mecanismos que eles possam se apoiar;
  • Os sapatos que eles utilizam devem possuir solado antiderrapante;
  • Nos calçados, também devemos destacar que eles não devem andar só de meias e sempre substituir calçados velhos por novos;
  • A iluminação também fará bastante diferença, se ele enxergar bem a caminho, vai evitar que tropece e que deixe de ver algum vão;
  • Sempre organize os remédios para que sejam tomados sempre nas horas certas, evitando efeitos colaterais ou diminuição do efeito.

Dica especial de cuidados com idosos: uso de rede de proteção para idosos

Como apontamos acima, existem muitos fatores que causam quedas em idosos. Assim como as crianças pequenas, eles têm maior facilidade em perder equilíbrio e cair. Desse modo, é preciso trazer ainda mais segurança.

Quando falamos em cuidados com idosos, é muito recomendado o uso de redes de proteção nas principais áreas de risco, em que quedas são perigosas (idosos debilitados têm músculos e ossos enfraquecidos, uma simples batida pode trazer um grande prejuízo) e potencialmente fatais. 

+ Veja também: 4 Situações em que a rede de proteção para criança pode salvar a vida do seu filho

As principais áreas que devem possuir redes de proteção são:

  • Janelas;
  • Sacadas;
  • Escadas;
  • e piscinas.

Para garantir a segurança e cuidados com os idosos, procure uma empresa de redes de proteção já consolidada no mercado. Que preze pela extrema qualidade em seus produtos, com profissionais capacitados para instalação e manutenção das redes.

Idosos são bem mais pesados que crianças, isso deve ser considerado na hora de escolher a rede correta. Apenas uma empresa de alta qualidade terá todo o cuidado e experiência necessária em fornecer as redes de proteção corretas para deixar os idosos protegidos em casos de quedas e mal súbitos (que vão resultar em quedas).  

Idosos são geralmente nossos pais ou avós (ou você mesmo pode ser um idoso), dessa forma, eles foram responsáveis diretos pelo nosso desenvolvimento. Quando eles vão envelhecendo é nosso papel cuidar deles da melhor forma. 

As redes de proteção vão dar mais facilidade para eles frequentarem áreas abertas e com isso terem mais contato com toda a família, de uma forma que eles fiquem seguros e sem medo. As redes de proteção não vão apenas evitar lesões em ossos, músculos, tendões, ligamentos e cabeça, vão garantir mais qualidade de vida para os idosos. 

Acidentes, infelizmente, fogem do nosso controle, o que podemos fazer é sempre tomar as medidas protetivas para evitá-los. Acidente é algo inesperado, que pode nos levar a perder um ente querido. 

Investir na segurança dos seus filhos, pais, avós e em você mesmo, será primordial para evitar que acidentes graves ocorram por descuidos. Pode parecer bastante clichê, mas o “tempo não volta”, quando falamos de fatalidades, essa frase é ainda mais reforçada. 

Investir em segurança é investir em vida. Não deixe que algo tão banal, quanto a não instalação de redes de segurança, possa vir a tirar algo que é tão precioso, que é a vida.

O artigo de hoje foi relevante para você? Conhece idosos ou amigos e familiares com idosos em casa? Recomende este artigo para que mais pessoas aprendam as causas e como evitar as quedas, garantindo assim, mais cuidados com os idosos.

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!

Share on facebook