gato em apartamento

Dá para ter gato em apartamento? A resposta pode não ser o que pensa

Quem tem um bichinho de estimação sabe bem o amor que se sente por esses pequenos, mas sempre surge aquela dúvida: como criá-los em total segurança em casa? De fato é possível ter gato em apartamento?

Ter gato em apartamento é sinônimo de tranquilidade, bem-estar e principalmente companhia. Nesses tempos de pandemia, os felinos têm sido excelentes distrações para as famílias e principalmente a quem mora sozinho.

Por serem animais amplamente independentes, em que você não precisa se preocupar em levar às ruas ou passear, ter gatos em apartamento também requer segurança, cuidados e claro, muito afeto e carinho.

No quesito segurança, ao pensarmos em adotar um gatinho, imaginamos logo que o ideal é ter uma casa. Afinal, casas na maioria das vezes são planas, e ao nosso ver é o lugar mais seguro do mundo!

Quem mora em apartamento também pode e deve ter um gatinho em sua família, basta intender como mantê-lo em segurança. Existem cuidados básicos tanto para o dono do animal, como para o próprio bichinho, afinal o ambiente residencial tem que trazer conforto e segurança para todos.

É possível fazer a prevenção de acidentes em nossas casas, tanto para as pessoas como para os bichinhos de estimação. Pensando nisso, criamos esse artigo justamente para você, que quer ou já tem um gatinho em casa, seguir algumas dicas para manter a segurança de seu pet. 

Segurança em primeiro lugar

Com o expansivo crescimento de animais domésticos no período da pandemia, o número de animais adotados cresceu bastante.

Então, deve-se cercar de cuidados para a segurança do animal. Em se tratando de gatos em apartamento, uma regra é valiosa. Como os felinos gostam de explorar o ambiente, tanto interno como externo, as janelas e varandas são os principais itens que devemos cuidar.

Independente se você mora em andares altos, médios ou baixos, proteger seu gatinho é fundamental. Atento a essa situação, o mercado de redes de proteção, antes dedicado aos cuidados com crianças, ganhou mais esta função, a de proteger animais domésticos. 

Como diz o velho ditado popular: “prevenir ainda é melhor que remediar”. Com cuidados básicos, é possível criar gatos em apartamentos de forma tranquila e segura para o próprio animal. 

Redes de proteção doméstica

gato em apartamento

As redes de proteção ganharam o mercado brasileiro a partir dos anos 90. Criado exclusivamente para cercar janelas ou áreas externas, tinha como objetivo a proteção de crianças pequenas. Atentos a segurança de seus baixinhos, os pais aderiram a esse cuidado em suas residências.

Com preços acessíveis por metragens e elaboradas com material sintético de bastante resistência e durabilidade, as redes de proteção foram conquistando clientes em grande escala.

Porém, ainda nos anos 90 e com maior ênfase nos anos 2000, começou a crescer o número de famílias que adotaram animais domésticos. 

Diferente dos cães, que por serem de portes variados, os gatos em apartamento exigiram mais atenção de seus donos. Como são animais que possuem o instinto de explorar os ambientes, tanto em casa como fora delas, é necessário um cuidado maior com a segurança.

Por mais simples e insignificantes, riscos sempre existirão. Melhor evitá-los.

Acidentes constantes

Apesar de haver a possibilidade dos gatos escaparem vivos de uma queda de grande altura, infelizmente aconteceram acidentes fatais com felinos que despencaram de janelas. 

Como os gatos em apartamento gostam de ficar nas janelas olhando o movimento externo, melhor criar um ambiente seguro que impeça o instinto felino de caçar, entrar em ação e criar uma situação de perigo ao animal. 

+Veja também: 4 Motivos para não comprar uma rede de proteção para sua casa

Sem contar que os gatos em apartamentos se animam com o movimento de insetos voadores, pássaros ou borboletas. Eles podem tentar caçá-los e com isso, uma tragédia pode acontecer. E como também são fujões, há muitos casos de gatos que fugiram estrategicamente pelas janelas e nunca mais apareceram.

Solução eficaz

Para acabar de vez com os riscos de acidentes e fugas inesperadas dos gatos em apartamentos, o mercado de redes de proteção ganhou mais esta função, a de expandir suas vendas a proprietários de animais felinos. 

De fato, houve uma grande redução nos acidentes e fugas de gatos de apartamentos e até de casas. As redes são fabricadas com material resistente, de poliuretano, e suportam, a maioria, até 300 quilogramas de peso. 

Contudo, as redes precisam de manutenção constante. Portanto, antes de contratar uma firma especializada, é importante checar detalhes sobre a compra e procedência do produto.

Cuidados básicos ao contratar a instalação de redes de proteção

Para facilitar o seu processo de compra, separamos um mini guia, para te orientar o que deve ser considerado na hora da compra: 

Escolha de fornecedor

Veja se o produto ofertado atende a todas as normas de segurança específicas como por exemplo, possuir selo de qualidade do Inmetro e normas de segurança técnicas. Dê preferência às empresas de alto padrão no mercado.

Lembre-se, estamos falando de segurança. Cuidado com escolhas duvidosos!

Garantias

Confira o prazo de garantia do produto e esteja atento à manutenção periódica. Geralmente, há um prazo de cinco anos para troca ou ajustes.

Material 

As redes de proteção são fabricadas em materiais sintéticos, em poliuretano e não podem, jamais, terem material reciclado em sua composição. 

Para gatos em apartamento, é recomendada a malha 3 cm x 3 cm. Assim, não ocorrerá riscos dos felinos rasgarem o material com mordidas

Limpeza

Como as telas ficarão expostas às condições climáticas e poeira, é necessário fazer a limpeza periódica do material.

Não utilize materiais abrasivos. Como os gatos em apartamento gostam de estar nas janelas e encostam com facilidade nas redes de proteção, se houver resíduos de produtos químicos os bichinhos podem se intoxicar. 

Utilize sempre um pano úmido com produtos neutros para a limpeza do equipamento. 

Confira aqui mais sobre o tema

Conclusão

Ter bichinhos em casa é excelente alternativa para quem busca companhia e até terapia pessoal. Mas para ter gatos em apartamento são necessários cuidados básicos, que vão desde a higiene até a segurança, nosso principal assunto.

O objetivo deste artigo é chamar sua atenção, que possui ou pensa em adotar um gatinho de estimação. Existem regras de cuidados necessários em seu apartamento. 

Independente do tamanho do imóvel, lembre-se que o bem-estar do bichinho é essencial para o conforto do animal. A segurança é um item importante que não deve ser ignorado. Se você mora em apartamento, seja em andar alto ou baixo, não se engane.

É necessário colocar redes de proteção em todas as janelas. E não esqueça dos basculantes dos banheiros. Podem estar no alto, mas os gatos pulam muito bem. Assim, você pode sair de casa na certeza que seu gatinho estará seguro e feliz em poder visualizar o mundo externo. 

Esperamos ter lhe ajudado com estas dicas preciosas!

Grande abraço, e até a próxima!

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!